• Ageimagem

Exercício físico e controle da compulsão alimentar


O apetite e o consumo alimentar são regulados por complexas interações entre o eixo cérebro-intestino, que são influenciadas por diversas condições, como a atividade física. Supõe-se que exercícios de alta intensidade tenham maior participação na inibição do apetite do que atividades de baixa ou moderada intensidade, por suprimirem hormônios orexígenos como a grelina e aumentarem a atividade de hormônios anorexígenos, como peptídeo YY.

Já publicamos aqui um post sobre essa relação – o exercício físico de alta intensidade praticado por indivíduos fisicamente ativos pode alterar a resposta cerebral visual, modulando o apetite.

Mais recentemente, pesquisadores da Universidade de Buffalo encontraram uma relação mais interessante inclusive em indivíduos que não praticam exercício, confirmando que a atividade física pode influenciar diretamente o comportamento alimentar. Leia mais em nosso Blog.

Esse é um dos temas que serão abordados pela Dra. Andréia Naves @andreianaves durante o X Congresso Internacional de Nutrição Funcional entre 11 e 13 de setembro no Centro de Convenções Frei Caneca – São Paulo/SP. Informações: www.vponline.com.br/congresso

#saúde #alimentação

0 visualização0 comentário