• Ageimagem

Entenda as diferenças entre os graus de acne e os tratamentos


Veja os vídeos no Portal do Bem Estar

Bem estar mostrou como evitar e tratar espinhas. Apesar de ser mais comum nso adolescentes, adultos também podem ser.

bem estar

Todo mundo já sofreu algum dia com algum cravo, acne ou espinha, né? Mas como saber a real gravidade desses problemas? No Bem Estar desta terça-feira (18), a dermatologista Márcia Purceli explicou que existem diferentes graus de acne e, para cada um deles, há um tipo de tratamento diferente.

Aqueles cravos que aparecem sem lesão ou inflamação na pele, por exemplo, são grau 1 e podem ser tratados só com ácidos, limpeza de pele ou esfoliação, que deve ser feita 2 vezes por semana. Lavar o rosto de manhã e à noite também é importante, assim como usar adstringente, hidratante e sabonete para o rosto.

No grau 2, a pele fica com cravos e espinhas pequenas com pus, que podem ser tratadas com antibiótico oral ou tópico, ou ainda com um tratamento chamado de luz pulsada. Já no grau 3, além do cravo e espinha, surgem também nódulos, que são lesões mais profundas, dolorosas, vermelhas e muito inflamadas – nesse caso, o tratamento é com isotretinoína, um remédio forte e com algumas restrições de uso. A isotretinoína é também usada para tratar o grau 4, mais grave, em que ocorrem também cistos e abcessos, com aspecto desfigurante, como explicou a dermatologista Márcia Purceli.

#sbd #espinhas #cravos #cuidados #tratamentos #bemestar #tvglobo #dermatologistas

0 visualização0 comentário