• ageimagem

Dra. Denise Steiner no Roda Viva: “O brasileiro não tem o hábito de se prevenir contra doenças de pe


Matéria da TV Cultura

Em sabatina no Roda Viva, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia discute sobre câncer, dermatologia além da estética e o mau uso do hidrogel

A médica dermatologista Denise Steiner começou a sabatina no Roda Viva, na segunda-feira (12), falando sobre a importância da sua profissão e explicando a formação de um profissional da área. “Hoje em dia o programa de dermatologia que o estudante conclui tem uma visão geral, trata de doenças infeciosas da pele, como a hanseníase, ou doenças sexualmente transmissíveis. Também tratamos de alergia, doenças ocupacionais, doenças inflamatórias, como a psoríase, e diversas outra doenças do dia a dia, fazendo cirurgias, como retirada de cistos e tratamos de câncer de pele”.

Caso hidrogel

A área de especialização de Denise esteve envolvida no recente caso da apresentadora Andressa Urach, que foi a uma clinica de estética e sofreu com a aplicação, de forma errada, do hidrogel. “Hoje em dia há uma banalização desses procedimentos, e a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) está preocupada. As pessoas não percebem que isso é um risco à saúde; muitas pessoas não preparadas, estão fazendo esse tipo de procedimento”, alerta. Denise explica que deve haver preocupação, por parte do paciente, com o profissional que for aplicar algum produto em seu corpo. “Dentro da área, é necessária a especialização. O médico deve conhecer a anatomia, para saber onde aplicar, como o produto se comportará no organismo. A gente tem insistido que o profissional seja médio e especializado”, completa.

Culto à beleza

A dermatologista comentou também alguns casos de pacientes que chegam ao seu consultório, cujos tratamentos não são recomendáveis , em respeito ao limite de cada corpo. “No início da minha profissão, era mais difícil ter coragem para dizer ao paciente que ele não poderia fazer alguma cirurgia ou intervenção. Com o tempo, a maturidade, você percebe que existe esse limite, e certamente eu já disse não. Você vai aprendendo, necessita de uma curva de aprendizado como outras coisas”, afirma.

O assunto também se estendeu ao culto exagerado ao corpo e os problemas dse sobrepeso, que assolam o país. “Existem vários motivos na questão da obesidade, principalmente aos maus hábitos, o estresse do tipo de vida que a gente leva, muita ansiedade, acabamos descontando na comida. Por outro lado, o Brasil sempre vai em um caminho de exagero, vendemos mais cosméticos, somos o país com maior número de cirurgias”, lamenta.

Anvisa

Denise pede a ajuda da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para que problemas com preenchedores (caso do hidrogel) sejam evitados. “Como presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, pedimos que eles olhassem melhor os preenchedores, que ficam fora da categoria de remédio e sofrem com pouca fiscalização. Têm produtos aprovados por que mostram eficácia, mas com pouca profundidade. A Anvisa diz que não é papel dela fazer essa fiscalização, bem como quem aplica e afins. Existe uma invasão muito grande, todo mundo quer fazer cirurgia estética então é muito preocupante o que esta acontecendo no nosso setor, sem essa fiscalização”, ressalta.

A presidente da SBD analisou a prevenção de doenças de pele e a evolução desta área na medicina. “Pelo fato de terem muitas alternativas de tratamento, melhoramos muito, então, a gente fala em prevenção ao usar o filtro solar, cremes com potencial de ajudarem no processo de envelhecimento da pele”, orienta.

Por fim, Denise comentou as inicitivas de sua entidade para ajudar a educar o brasileiro às consequências de doenças como o câncer de pele. “O brasileiro não tem o hábito de se prevenir contra doenças de pele. A Sociedade Brasileira de Dermatologia é muito preocupada com esse assunto. Temos, há 15 anos, uma campanha sobre o câncer de pele, pois ele é o mais comum se você pensar em câncer. Um dia do ano, todos dermatologistas atendem gratuitamente em serviços credenciados, onde estão sendo formandos os dermatologistas. Também fizemos campanhas em parceira com o Mauricio de Sousa, usando a Turma da Mônica para as crianças aprenderem, desde cedo, a cuidar da pele”, finaliza.

Participam da bancada de entrevistadores Andresa Boni, apresentadora do programa JC Debate, da TV Cultura; Ana Clara Costa, editora de economia do site da Veja; Cláudia Collucci, repórter especial do jornal Folha de S. Paulo; Fabiana Cambricoli, repórter do jornal O Estado de S. Paulo; e Maria Clara Póvia, editora de beleza da revista Marie Claire. Apresentado por Augusto Nunes, o Roda Viva ainda conta com a presença fixa do cartunista Paulo Caruso.

#tvcultura #denisesteiner #rodaviva

0 visualização

Ageimagem  |  São Paulo

 

Rua Jandiatuba, 630, cj 511

Centro Empresarial Jardim Sul

Morumbi  |  São Paulo

contato@ageimagem.com.br

Telefone: 11 2985-9823

Ageimagem  |  Rio de Janeiro

 

Av. das Américas, 11.365, A3 Offices - 2º Andar  |Barra da Tijuca  | Rio de Janeiro

contato@ageimagem.com.br

Telefone: 21 2146-2337

Segue nós_

  • Facebook Clean
  • YouTube Clean
  • Instagram Clean
  • Branca Ícone LinkedIn

2020 © por AgeImagem

Produzido por Dalton Wang

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Preto Ícone YouTube