• Ageimagem

Mães apostam em pole dance para se exercitar durante a gestação


Matéria do Portal G1

Uma das praticantes conta que está no sétimo mês de gravidez. 'Desde que não haja impacto, exercício não faz mal', alerta obstetra.

No período em que a maioria das mulheres prefere repouso, a gestante Gleice Garcia, de 21 anos, de Sorocaba (SP), investe em uma atividade inusitada e tanto quanto sensual. A universitária encarou o pole dance e colocou o barrigão para suar durante a gestação. “Estou grávida, não doente”, diz ao sétimo mês de gravidez. Em entrevista ao G1, a futura mamãe contou sua experiência ao fazer os movimentos e desafios na barra.

“Dizem que sou louca. Mas faço sempre com segurança”, explica a gestante. A modalidade chamou a atenção de Gleice antes mesmo de pensar em ter filhos.

Ela ainda descreve que a rotina de exercícios é alinhada com 10 minutos de alongamentos antes; tudo com acompanhamento médico e um profissional de educação física ao lado, sempre atento a um possível ‘escorregão’. “Ganhei apenas três quilos até agora, além de me sentir muito bem, estou sempre disposta e com poucas dores”, revela.

Atraída pelas sequências ousadas, Gleice diz que encarou a nova paixão com preparo físico e força de vontade. “Tive que pegar firme na academia para deixar braços e pernas fortes”, lembra.

Depois de quase um ano praticando a atividade, são vários os benefícios alcançados, conta ela. Além de aderir flexibilidade, força e felicidade a cada conquista – sequências de movimentos -, ela garante que a autoestima é um dos pontos que mais motivam a nunca parar.

‘Critica quem não conhece’ Ao lado da companheira, o marido de Gleice aprova a escolha da esposa e futura mamãe e afirma que até a chegada da Ísis, a ansiedade é maior do que a preocupação. “Não tenho receios, pelo contrário, só critica a modalidade apenas quem não conhece”, declara Raphael Pironi.

A esposa ainda complementa a visão do marido e ressalta: “respeito pessoas que ainda têm bloqueios contra o pole dance. Mas se minha filha quiser praticar um dia, eu mesma vou ensinar e faremos juntas”.

‘É preciso evitar impac

Após descobrir a gravidez, Laís Magoga, seguiu os conselhos da mãe e se afastou das barras. Atualmente no quinto mês de gestação, ela afirma que encontrou no pole dance o que procurava em uma academia convencional: definição corporal e prazer. “Minha relação com o pole dance é de paixão. Além de melhorar minha respiração, minha postura é outra”, relata a jovem de 24 anos.

Atividades são acompanhadas por profissionais (Foto: Carlos Dias/G1)

Com um pouco de receio, Laís pretende retornar os exercícios depois que a filha nascer, mas por enquanto, prefere curtir o momento longe da barra. Ela ainda comenta que parou por causa da gravidez e não pelo preconceito que alguns praticantes da modalidade sofrem. “Não era com todo mundo que eu comentava sobre o meu gosto. O preconceito é grande, praticar na gravidez então... são comuns os comentários: ‘Você vai fazer mal para o bebê’, ‘vai se machucar’, ‘por que não faz caminhada?’”, diz.

O obstetra, Alfonso Massanguer, conta que todas as atividades são indicadas durante esse período, desde que não haja impacto na barriga. No caso do pole dance, ele alerta que é necessário ter cuidado nos movimentos e sempre contar com um acompanhante ao lado. “O exercício alinhado com alongamentos e movimentos simples podem fortalecer as costas, além de benefícios como: controle de peso, pressão estável, redução de dores e melhora de sono”, conta o médico.

O obstetra, Alfonso Massanguer, conta que todas as atividades são indicadas durante esse período, desde que não haja impacto na barriga. No caso do pole dance, ele alerta que é necessário ter cuidado nos movimentos e sempre contar com um acompanhante ao lado. “O exercício alinhado com alongamentos e movimentos simples podem fortalecer as costas, além de benefícios como: controle de peso, pressão estável, redução de dores e melhora de sono”, conta o médico.

O especialista desvenda o mito de que ‘grávida deve ficar de repouso’ e conta que praticar exercícios não faz mal a ninguém, principalmente para gestantes, que podem se exercitar em qualquer momento da gestação.

“Apenas as mulheres que nunca praticaram exercícios inusitados devem evitar movimentos bruscos e, no caso do pole dance, deve ser evitado por gestantes iniciantes”, finaliza o obstetra.

Alfonso Massaguer, ginecologista e obstetra Foto: Alfonso/Arquivo pessoal)

#gestação #DrAllfonsoMassaguer #poledancenagestação #atividadesnagestação

0 visualização

Ageimagem  |  São Paulo

 

Rua Jandiatuba, 630, cj 511

Centro Empresarial Jardim Sul

Morumbi  |  São Paulo

contato@ageimagem.com.br

Telefone: 11 99665-7704

Ageimagem  |  Rio de Janeiro

 

Av. das Américas, 11.365, A3 Offices - 2º Andar  |Barra da Tijuca  | Rio de Janeiro

contato@ageimagem.com.br

Telefone: 21 99717-7704

Segue nós_

  • Facebook Clean
  • YouTube Clean
  • Instagram Clean
  • Branca Ícone LinkedIn

2020 © por AgeImagem

Produzido por Dalton Wang

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Preto Ícone YouTube