• Ageimagem

Açúcar ou adoçante durante a gravidez, o que é melhor?




Consumir açúcar ou adoçante na gestação, o que será melhor? Essa é uma dúvida muito comum entre as grávidas e para responder essa questão, pedimos a ajuda de um especialista.


Nosso colunista, o Dr. Vamberto Maia Filho, especialista em ginecologia e obstetrícia, esclarece sobre o uso de açúcar ou adoçante durante a gravidez. Confira!


Açúcar ou adoçante, o que é melhor na gestação?


Açúcar ou adoçante, o que é melhor usar na gravidez? Essa é uma dúvida muito comum entre as gestantes que estão preocupadas com o ganho de peso. Contudo, a primeira pergunta que deve ser feita é se a grávida precisa realmente de um controle de calorias ou da glicemia mais rígido. As mulheres com dificuldade em metabolizar carboidratos, como nos casos das diabéticas gestacionais, diabetes mellitus, ou resistência à insulina, precisam limitar ingesta de carboidratos e o uso de adoçantes se torna necessariamente complementar. Nesses casos, a primeira alternativa deveria ser mudança de hábitos, já que a gestação é um momento motivador por si e adaptar o paladar a novos alimentos, priorizando alimentos “in natura” mais frescos e saudáveis é a melhor opção.


Mas, pode se usar adoçantes durante a gravidez? Podemos sim e vamos entender melhor sobre as alternativas.


Os adoçantes podem ser divididos em calóricos e não calóricos. Os adoçantes calóricos são derivados da sacarose (açúcar) como: mel, açúcar de coco, sorbitol, manitol e xilitol, não são indicados para uso pois não restringem, calorias. Os não calóricos  são ingredientes que acrescentam doçura aos alimentos com restrição de carboidratos. São adicionados em quantidades muito pequenas de alimentos já que possuem uma capacidade de adoçar maior que os demais açúcares e foram aprovados para utilização em alimentos e bebidas dietéticas ou de calorias reduzidas.


A seguir, são os adoçantes não nutritivos que são considerados seguros durante a gravidez:


Estévia:


Este é um adoçante de origem vegetal o qual é frequentemente utilizado em refrigerantes e sucos. A FEBRASGO (Federação Brasileira de Ginecologia e obstetrícia) considera o Estévia como um dos adoçantes seguros durante a gravidez.



Sucralose:


Este é adoçante não calórico que é feito a partir de açúcar e foi aprovada para uso em alimentos, bebidas não alcoólicas e diversos outros produtos. Sucralose não tem efeito sobre o açúcar no sangue, não oferece calorias, e é considerado seguro durante a gravidez e lactação.



Aspartame:


Encontra-se frequentemente como um aditivo em bebidas e alimentos sendo um derivado de petróleo. De acordo com a FDA, o aspartame é seguro para uso durante a gravidez (com raras restrições – Pacientes com Fenilcetonúria) e durante lactação.



Recomenda-se a limitar o consumo a um nível moderado. Por exemplo, o aspartame, liberado na gestação, em dose altas tem efeitos tóxicos, para isso a paciente teria que ingerir mais de 53 saquinhos de 8 mg de um adoçante comum de aspartame


Adoçantes não calóricos que não são seguros para uso durante a gravidez:  Sacarina e Ciclamato


O uso de adoçantes durante a gestação deve ser reservado para pacientes que precisam controlar o seu ganho de peso e para as diabéticas. Baseado nas evidências atualmente disponíveis, deve se dar preferência ao sucralose,  estévia e aspartame.



Confira a matéria completa clicando aqui


#Açúcar #Adoçante #Tipos #Curiosidades #Dúvidas #Melhor #Opção





1 visualização0 comentário

Ageimagem  |  São Paulo

 

Rua Jandiatuba, 630, cj 511

Centro Empresarial Jardim Sul

Morumbi  |  São Paulo

contato@ageimagem.com.br

Telefone: 11 99665-7704

Ageimagem  |  Rio de Janeiro

 

Av. das Américas, 11.365, A3 Offices - 2º Andar  |Barra da Tijuca  | Rio de Janeiro

contato@ageimagem.com.br

Telefone: 21 99717-7704

Segue nós_

  • Facebook Clean
  • YouTube Clean
  • Instagram Clean
  • Branca Ícone LinkedIn

2020 © por AgeImagem

Produzido por Dalton Wang

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Preto Ícone YouTube