• Ageimagem

Arte é amor, emoção, propósito

A Plataforma AgeKids&Teens nasceu de uma história de amor entre mãe e filha



Foto: Arquivo Pessoal / Reprodução



Através do sonho da filha, ela criou uma plataforma para ajudar outras crianças e adolescentes a promoverem suas artes, seja no canto, na dança ou nos palcos de teatro e televisão. Patrícia Limeira, mãe da Gabriela, de 14 anos, e do Antônio Rafael, de 12, se redescobriu na profissão e criou uma forma de promover jovens talentos e, ao mesmo tempo, ligá-los às pautas como sustentabilidade e direitos sociais.



"Foi por causa da Gabi que eu comecei a trabalhar nesse meio. Por conta dela comecei a notar como os jovens enxergam o mundo e se posicionam sobre certos assuntos, e assim criei a plataforma. Acredito que eles não conseguem mudar o mundo sozinhos, precisam de ajuda de quem tem mais experiência", conta a empresária e empreendedora.



Mas a história de Patrícia, que é natural do Rio de Janeiro, começou bem antes de se tornar mãe de fato. Com o sonho da maternidade, que mais tarde veio a se aliar com a carreira profissional, a comunicadora teve dificuldades para engravidar. "Tudo isso tem a ver com a nossa história de vida. Eu sempre quis ser mãe, mas acabei adiando o sonho por dificuldade de engravidar. Com 28 anos eu já sabia que seria Gabriela, caso tivesse uma menina. Na época eu trabalhava em televisão, então era muito difícil, não tinha muito tempo", explica a idealizadora da plataforma de agenciamento artístico AgeKids&Teens.


Diagnosticada com endometriose, Patrícia e o marido, Paulo Amaral, que também é carioca, passaram por vários tratamentos até concretizarem o sonho de dar início à família. Após diversas tentativas que resultaram em aborto, veio a estrela da família, a Gabriela. "Foi um milagre. Eu digo que as coisas acontecem no tempo de Deus. Foi a realização de um sonho, ficamos muito felizes." E dois anos depois, Patrícia gosta de dizer que "outro milagre" aconteceu, esse sem qualquer planejamento, o Antônio.



O rumo da família veio a mudar após a primogênita começar a enfrentar problemas de saúde. Os cariocas, que viviam em São Paulo há 18 anos, tiveram que abandonar as carreiras na capital paulista e voltar para o Rio. "Ela passava muito mal, a gente vivia nas emergências dos hospitais", lembra. Asmática, Gabriela chegou a ter três crises de pneumonia em apenas 6 meses e a poluição piorava o quadro.


"O estado dela era grave, não melhorava, e quando melhorou a gente veio passar uns dias na praia e os médicos aconselharam a deixar São Paulo. Foi quando nos mudamos para o Rio em dezembro de 2014. Desde essa época ela virou outra criança, recuperou o peso baixo que ela tinha, passou a não ter mais crises de asma e se descobriu artista", relata.


Por volta de agosto de 2015, Gabriela começou a se aprofundar nas aulas de canto e de atuação. Patrícia conta que a filha "driblou" a asma e hoje está super bem de saúde. "A gente mudou de vida e lutou contra tudo por causa da Gabi. Para ela ficar bem enfrentamos tudo".



Para Patrícia, o fato da filha mais velha conseguir ingressar na carreira artística foi uma vitória. "A Gabi nasceu em São Paulo, sempre sofreu com problemas respiratórios graves. Na escola isso ficou mais evidente quando ela não conseguia brincar com as outras crianças e passava o intervalo na biblioteca. A curva de crescimento e de peso estavam abaixo do normal. Até que uma sequência de pneumonias num espaço de 6 meses levou à recomendação médica de que ela deveria viver no nível do mar", afirma.



A vida nova na cidade litorânea fez com que Gabriela "desabrochasse", diz a empresária. Aos dez anos de idade, ela começou a apresentar sua vocação para as artes cênicas e música, o que acabou surpreendendo positivamente os pais. "A música veio com a melhora dos problemas respiratórios", completa.

A trajetória da pequena Gabi fez com que Patrícia enxergasse uma nova oportunidade: ajudar novos talentos, assim como a filha, mas com propósitos. "A defesa apaixonada de causas e pontos de vista influenciou a família e me levou para a criação de uma plataforma que conciliasse arte e causas. Que ajudasse jovens talentos como ela a canalizarem suas energias na transformação do mundo. Talento e ideais ajudando a construir uma nova geração, não só de artistas, mas de cidadãos conectados e compromissados com as mudanças", conta.


Oportunidade de empreender


"Se eu me imaginava trabalhando com arte? Não. Mas não é novidade pra mim", conta Patrícia, que há 15 anos atua na área de assessoria de comunicação. Formada em jornalismo, ela conta que sua maior dificuldade em deixar São Paulo para voltar pro Rio, foi pela vida profissional. Segundo ela, seu marido também precisou deixar o emprego para se reinventar na cidade maravilhosa. "Não é a mesma coisa, as oportunidades são outras, mas por ela valeu a pena".


Com o seu conhecimento na área de comunicação, pouco antes da pandemia da Covid-19, Patrícia teve a ideia de criar o AgeKids, que ela define como uma nova forma de agenciar esses novos talentos. "Esse é um mercado muito disputado. Há muita demanda para um número pequeno de agências. E o resultado é que muitos pais não se sentem atendidos plenamente por elas. Especialmente na questão da formação pessoal. A gente quer ocupar esse espaço, dando ao jovem a noção exata do papel que o artista tem para a construção de uma sociedade mais engajada e ativista. Ele é um influenciador natural e precisa ter a responsabilidade para exercer essa influência".

Na plataforma, os jovens podem participar de cursos, workshops e palestras de formação profissional sempre com a temática de causas sociais. O diretor de formação artística é o ator Carlos Bonow. "A gente enxergou a possibilidade de tirar uma lição desse momento crítico e encontrar um meio de contribuir para um mundo mais solidário e com mais empatia", garante a empresária. Atualmente, alguns nomes associados à empresa são os dos atores Stefano Agostini, que está no elenco da nova temporada da série do Gloob Detetives do Prédio Azul, e Conrado Bonow.


Para Gabriela Amaral, filha de Patrícia, a iniciativa da mãe é uma grande oportunidade para quem está começando. "A gente acredita que pode começar desde já a mudar o mundo, a pandemia veio para ensinar tanta coisa pra gente e precisamos colocar em prática tudo isso que aprendemos", finaliza a cantora e atriz.


Conheça a plataforma Age Kids e Teens: www.agekidseteens.com.br


Leia a matéria em: www.papodemãe.com.br

21 visualizações0 comentário