• Ageimagem

Chocolate: inimigo ou amigo?

Saiba os benefícios que este alimento pode trazer para a sua saúde




Com a páscoa chegando, o tema chocolate volta a discussão. Afinal, a guloseima tão querida por adultos e crianças traz benefícios ou prejuízos para a sua saúde?


A origem na civilização Maia

De acordo com artigo científico, publicado na revista sobre Pesquisa Ambiental e Saúde Pública, a paixão pelo Chocolate começou com os Maias, civilização pré-colombiana que habitou a América Central, quando começaram a plantar cacau e misturavam o fruto com água para virar o que eles chamavam de o “Alimento dos Deuses”, o que os chocólatras concordam plenamente.


Paixão pelo chocolate

O tempo passou e aqueles que plantavam o cacau, puderam perceber que este fruto combinava com outras substâncias, além da água, para tornar-se uma bebida agradável. Surgiu então o chocolate amargo, meio amargo, ao leite, o chocolate branco, entre outros que atraem consumidores por todo o planeta.


Chocolate na saúde

A ideia de que este alimento poderia ajudar na saúde humana e ser inserido nas dietas sempre foi motivo de controvérsia. Há quem diga que a fama ruim do chocolate para a saúde está ligada ao preço do produto. Outros afirmam que a história de que chocolate faz bem é lobby da indústria. Afinal, o chocolate faz bem ou mal para a saúde?


Chocolate e pele

Chocolate contém flavonoide polifenóis semelhantes às do chá verde. O chocolate amargo rico em flavonoides pode, como extratos de chá verde, modestamente proteger a pele dos danos do sol. Um estudo tcheco recente mostrou que o extrato dos grãos de cacau ja era utilizado na pele pelos povos nativos da América do Sul como fotoprotetor e rejuvenescedor, esses efeitos foram comprovados em estudos recentes. Acne e chocolate é uma relação que tem sido feita há anos, mas os estudos mais modernos mostram que o vilão não é o chocolate em si, já que o cacau pode ser até usado no combate a acne pelo seu efeito anti-inflamatório, os verdadeiros culpados provavelmente são o leite e o açúcar usados na fórmula do chocolate, esses sim podem piorar a acne.


Estudos aprovam o consumo do chocolate, mas com cautela

De acordo com um estudo desenvolvido na Suécia, o consumo de chocolate na porção correta pode diminuir o risco de um infarto do miocárdio e doença isquêmica do coração. Uma outra análise, está feita no Japão, mostrou que as mulheres grávidas ao consumirem uma alta quantia de chocolate, diminuem os riscos de ter diabetes gestacional. Um estudo recente fruto de uma parceria russa e dinamarquesa mostrou que o chocolate amargo tem efeito prebiótico, ou seja, melhora a saúde do intestino e pode beneficiar inclusive pessoas obesas, que sabidamente tem muita alteração na flora do intestino


O que diz a especialista

A Dra. Valéria Campos, que é dermatologista pós-graduada pela Harvard Medical School com passagem pelo Massachussets General Hospital, especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e autora de dois livros, revela que é possível e até desejável inserir o cacau na dieta para ter uma pele saudável, basta saber como fazer isso.


Segundo a Dra. Valéria, todo cuidado com a pele é essencial e que para isso, você não precisa abdicar de alimentos que tem vontade de comer. “O cuidado com o nosso corpo reflete na nossa pele e já é comprovado cientificamente que o chocolate, sendo ele amargo e com pouco ou sem açúcar, pode trazer diversos benefícios para o nosso corpo” afirma a especialista que, recentemente, postou no Instagram, uma receita de brownie de banana com cacau, “fizemos na clínica para comemorar o dia das mulheres e ficou incrível. Ou seja, nós podemos comer o que temos vontade, basta saber como irá consumi-lo”, disse a dermatologista.


Sobre Dra. Valéria Campos

Dr.ª Valéria Campos é médica dermatologista pós-graduada pela Harvard Medical School com passagem pelo Massachussets General Hospital. É especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e autora de dois livros.


Site: Clínica Valéria Campos

Instagram: Dra. Valéria Campos

Facebook: Dra. Valéria Campos

Linkedin: Dra. Valéria Campos

Youtube: Clínica Valéria Campos

Mais informações. www.ageimagem.com.br



Referencias: 1. Montagna MT, Diella G, Triggiano F, Caponio GR, De Giglio O, Caggiano G, Di Ciaula A, Portincasa P. Chocolate, "Food of the Gods": History, Science, and Human Health. Int J Environ Res Public Health. 2019 Dec 2. Skarupova D, Vostalova J, Rajnochova Svobodova A. Ultraviolet A protective potential of plant extracts and phytochemicals. Biomed Pap Med Fac Univ Palacky Olomouc Czech Repub. 2020 3. Wiese M, Bashmakov Y, Chalyk N, Nielsen DS, Krych Ł, Kot W, Klochkov V, Pristensky D, Bandaletova T, Chernyshova M, Kyle N, Petyaev I. Prebiotic Effect of Lycopene and Dark Chocolate on Gut Microbiome with Systemic Changes in Liver Metabolism, Skeletal Muscles and Skin in Moderately Obese Persons. Biomed Res Int. 2019 Jun

19 visualizações0 comentário