• Ageimagem

Cresce a procura por bioestimuladores de colágeno, nova tendência de beleza contra a flacidez



O tratamento, que é o queridinho da vez, estimula a produção de colágeno e promove o rejuvenescimento, diminuindo rugas de maneira gradativa. Vou contar tudo sobre a técnica que está fazendo a cabeça de celebridades como Juliana Paes e Ludmilla


Para quem deseja uma pele mais firme, sem rugas e com menos flacidez, seja no rosto ou no corpo, os bioestimuladores são a aposta do momento. O colágeno é a proteína que traz firmeza à pele, mas há uma diminuição dessa produção ao longo dos anos. Esse procedimento tem a proposta de rejuvenescer a pele da forma mais natural possível, atuando na camada da pele responsável por ativar essa produção de colágeno.


Hoje em dia é importante que os resultados sejam naturais, por isso, esses produtos que estimulam a produção de colágeno e são absorvíveis pelo corpo estão em alta. Se desde cedo tratarmos a pele com uso de bioestimuladores de colágeno de maneira preventiva, a gente consegue resultados promissores que vão melhorando com o passar dos anos, minimizando a perda natural de colágeno que é de cerca de 5% ao ano. Iniciando o tratamento por volta de 30 anos de idade, é possível estagnar esse envelhecimento natural.


Ácido Poliático para combater a flacidez: é um dos bioestimuladores mais conhecidos do mercado. Este ativo age através da injeção tanto na via supraperiostial (região do maxilar), subdérmico ou na própria gordura. Ele age apoiando os tecidos ao mesmo tempo em que vai liberando a produção de colágeno, com resultados entre 30 e 90 dias, a gente também consegue um efeito de preenchedor leve, e pode ser usado tanto na face quanto no corpo.


Ácido Poliático para combater a flacidez: é um dos bioestimuladores mais conhecidos do mercado. Este ativo age através da injeção tanto na via supraperiostial (região do maxilar), subdérmico ou na própria gordura. Ele age apoiando os tecidos ao mesmo tempo em que vai liberando a produção de colágeno, com resultados entre 30 e 90 dias, a gente também consegue um efeito de preenchedor leve, e pode ser usado tanto na face quanto no corpo.


Combinação de Ácidos (hialurônico + bioestimuladores ): para quem procura um efeito de longa duração, essa combinação de ácidos é o ideal, já que além de aumentar o volume da região estimulada, os resultados são mais duradouros e podem permanecer na pele por até 3 anos.


Laser também ajuda a estimular a produção do colágeno: o tratamento com laser também continua sendo usado para melhorar a flacidez, diminuir as rugas e aumentar o volume na pele. Quando falamos em estimular a produção de colágeno, tanto na epiderme quanto na derme, o tratamento com laser CO2 também é muito indicado. Já para estimular a produção de colágeno nas camadas mais profundas da pele, como a gordura e a musculatura do rosto, por exemplo, podemos usar o ultrassom microfocado. Esses dois lasers são, em termos de tecnologia, as melhores opções de tratamento para estimular produção dessa proteína. Além deles, existe também a radiofrequência, uma tecnologia mais econômica, que promove a produção de colágeno por meio de uma lesão térmica, e pode ser utilizada no rosto e também no corpo. Procure um dermatologista para saber sobre as opções de tratamentos que podem ser associados, oferecendo uma resposta mais rápida, com resultados quase que instantâneos.


Confira a matéria completa clicando aqui


#Laser #Colágeno #Bioestimuladores #Beleza #Flacidez #Tratamento

13 visualizações0 comentário