• Ageimagem

Dia Internacional da Mulher: ainda precisamos falar de Igualdade

Atualizado: Mar 14

A luta pelo voto feminino e por direitos civis que impulsionaram o movimento feminista foram só o começo de uma batalha diária por respeito




O significado de liberdade, na letra fria do dicionário, quer dizer: Nível de independência absoluto e legal de um indivíduo, de uma cultura, povo ou nação, sendo nomeado como modelo (padrão ideal).Estado ou particularidade de quem é livre; característica da pessoa que não se submete. Falta de dependência.

O que tem sido a vida da mulher no mundo senão provar a cada dia que o estereótipo de fragilidade não cabe mais nos dias atuais. A força da mulher é testada todos os dias, seja no assédio diário do transporte público lotado ou no machismo estrutural das relações sociais e profissionais.


A sua tenacidade e perseverança ajudam a superar todos os obstáculos. E se tantas conquistas e provas irrefutáveis da sua capacidade de liderança ainda não foram suficientes para colocar a mulher em condições de igualdade com os homens, não resta outro caminho a não ser continuar essa batalha e vencer, nem que seja por cansaço.


Da redação para o empreendedorismo


Nos meus anos de redação vi de perto o fantasma do assédio. É como se fossemos testadas dia-a-dia. Um elogio aqui, uma piada sem graça ali e até que as intenções fiquem explícitas, você vai vivendo o drama da incerteza sobre sua capacidade, atormentada pela insegurança e pelo medo da rejeição profissional. Nesse cenário em que tudo conspira contra é que você amadurece e encontra forças para dizer não e se impor nesse ambiente.


Quando passei para o outro lado do balcão e fui empreender, as abordagens mudaram, e mesmo mais experiente não deu pra deixar de sofrer com as variantes desse assédio. Um aceno, um possível interesse profissional, elogios pessoais e pronto, o ataque direto. Não há como fugir disso. Mas há como enfrentar, até judicialmente como conferem alguns direitos constitucionais.


A Ageimagem é antes de tudo uma empresa com DNA feminino. Eu a criei em 2005 e meses depois já estava grávida da minha filha mais velha. Manter o nível de atendimento, crescer a base de clientes e ainda cuidar de um bebê exigiu muito de mim. Depois veio o segundo filho e mais foco para conciliar tantas atividades. Até hoje, me questiono se fui uma mãe presente. Mas a verdade, é que eu me desdobrava entre o telefone e a mamadeira. entre o fechamento de uma pauta e atenção aos pequenos. Só abri mão do home-office quando o segundo filho começou a frequentar a creche.


Sabe o que me conforta? é que eu sei que isso é uma realidade hoje para nós mulheres, porque se liberdade é a característica de quem não se submete, o meu trabalho e a minha dedicação à família serão o meu maior legado para a minha filha seguir nessa luta. Eu não me engano, e sei que ainda vamos falar de igualdade por muito tempo.


Saiba mais sobre a Ageimagem em:

https://www.ageimagem.com.br/


texto da Mensagem para os jornalistas:


No Dia Internacional da Mulher vamos falar de orgulho. Da jornalista que assumiu a luta pela igualdade no próprio ambiente de trabalho. Daquela que conquistou com talento e dedicação o posto de liderança nas redações. Para aquela que fez valer a sua voz e inspirou mulheres de todas as profissões. O caminho ainda é longo? não importa, nós temos força pra seguir adiante.






10 visualizações0 comentário