• Ageimagem

Isolamento social trouxe grandes consequências a população

Especialistas falam sobre os efeitos da pandemia e como os pacientes podem melhorar isso


Foto: Google Imagens


Cada pessoa carrega consigo suas próprias particularidades, seja no campo do comportamento quanto na sua herança genética. Por isso, a avaliação das individualidades do paciente vem se tornando uma tendência cada vez mais forte na atividade clínica principalmente em tempos de pandemia.


O isolamento social, associado ao sedentarismo, trouxe consequências gritantes para a população, como o aumento de peso, insônia, queda de cabelo, indisposição e o número crescente de casos de depressão que hoje chegam nos consultórios médicos trazendo uma necessidade de conhecimento ímpar para os médicos.


Enxergar cada sintoma como um grande domínio e observar o indivíduo como um todo é um grande desafio. É preciso conhecer a pessoa em sua totalidade para indicar a melhor conduta a seguir, defendem médicos de diferentes especialidades.


"Hoje recebo pacientes que querem fazer cirurgias, mas que estão acima do peso e que estão com o organismo inflamados. Então, antes de definir qualquer procedimento é preciso entender o que está acontecendo de errado naquele organismo", explica o Dr. Luciano Esteves, cirurgião plástico que se especializou em nutrologia e medicina orto-molecular para, justamente, olhar cada paciente de uma maneira mais completa antes de indicar um procedimento cirúrgico.


Nesse tipo de atendimento holístico, o mais comum é começar a investigar as condições do paciente por meio de um mapeamento metabólico, a partir de uma anamnese completa e uma avaliação bioquímica, com exames clínicos bem detalhados para medir com precisão os níveis de cada substância no organismo. "Damos assim um primeiro passo importante para ajeitar a casa e poder seguir adiante no tratamento", explica o cirurgião.


"Hoje contamos com uma equipe multidisciplinar dentro da clínica, para que o aumento de peso, o sedentarismo, que causam diminuição muscular e com isso indisposição, sejam complementos do mapeamento metabólico. Tratamentos estéticos como drenagem linfática, para eliminação das toxinas, edema e corrente aussie para aumentar hipertrofia são alguns dos mais indicados", cita a fisioterapeuta dermato - funcional, Juliana Teixeira


A preocupação com a saúde total dos pacientes, essa busca do conhecimento individual para oferecer um tratamento mais completo, inspirou a empresária e fisioterapeuta Dermatofuncional Juliana Teixeira a ampliar as atividades da sua clínica no Rio de Janeiro.


A clínica Libert, que é uma das queridinhas das celebridades, reformulou o atendimento depois de 10 anos de atividades e agora oferece uma gama maior de especialidades, sendo a cirurgia plástica a maior das novidades. "O processo de avaliação inicial consiste em uma anamnese detalhada de cada paciente, respeitando sua genética e individualidades, objetivando sempre os melhores resultados para cada pessoa, realçando os seus pontos fortes e através de exames clínico e laboratoriais oferecemos serviços que vão auxiliar individualmente cada paciente", cita o cirurgião.


Uma vez feita a avaliação total do paciente, é hora de prosseguir o tratamento. O cirurgião plástico Luciano Esteves recomenda fazer uma suplementação vitamínica, melhorar a saúde do paciente, ajudá-lo a perder peso e ficar com um corpo ideal para aí sim fazer o procedimento cirúrgico se essa for sua indicação.


No caso do Dr. Luciano, antes da cirurgia há todo um processo em relação às práticas de saúde que sejam mais naturais e que tenham menos efeitos colaterais. "O nosso corpo funciona através de diversos processos bioquímicos que necessitam de minerais, vitaminas e outras substâncias como cofatores para melhorar o funcionamento do corpo", explica.


Alimentação saudável, medicina , práticas integrativas e tratamentos estéticos fazem parte do arsenal de recursos terapêuticos que aumentam a atenção à saúde do paciente para potencializar os resultados do tratamento e, no caso de cirurgias, diminuir até as possibilidades de complicações no pós-operatório.


"Durante a pandemia o perfil dos pacientes, suas queixas mudaram muito, a adaptação da medicina ortomolecular ao ‘novo normal’ e os tratamentos estéticos também se adaptaram às necessidades da população que necessita de um olhar individualizado para que tenha sua saúde recuperada", cita a fisioterapeuta.


Sobre Clínica Libert:

A Clínica Libert acaba de completar 10 anos de atuação e reabre em novo endereço. O protocolo de atendimento segue com um processo de avaliação que consta com uma apreciação minuciosa de peso, medidas e uma anamnese atualizada da saúde de cada cliente, para a busca dos melhores tratamentos e resultados. Fundada pela fisioterapeuta, Juliana Teixeira, com mais de 15 anos de experiência no setor de estética, e conhecida na região pelos pacientes "famosos", ela se aliou ao cirurgião plástico Luciano Esteves e passa agora a ser o 1º centro estético do Recreio que oferece também a possibilidade de uma intervenção cirúrgica.


Sobre Juliana Teixeira

Juliana Teixeira é Fisioterapeuta dermato-funcional, com 15 anos de experiência no segmento de estética. É conhecida por ser a escolhida dos famosos. É proprietária da Clínica Libert.

Site: Clínica Libert

Instagram: Clínica Libert

Facebook: Clínica Libert


Sobre Dr. Luciano Esteves

Graduado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da UERJ, com especialização em cirurgia plástica no Hospital dos Servidores do Estado - RJ. Também possui especialização em Nutrologia, Nutriendocrinologia Funcional - Prevenção e tratamento de Doenças Relacionadas à Idade, Prática Ortomolecular e Medicina Integrativa pela UNIUBE.

4 visualizações0 comentário