• Ageimagem

Os benefícios do ultrassom microfocado e dos bioestimuladores contra a flacidez

Dermatologista conta quais são os tratamentos que ajudam no estímulo de colágeno da pele


Uma pele com efeito lifting, rejuvenescedor e sem flacidez, é o que se espera como benefício do uso do ultrassom microfocado e dos bioestimuladores. Esses tratamentos são ideais para as pacientes que procuram melhorar a saúde da pele de uma forma não invasiva e não cirúrgica e passaram a ser os procedimentos mais indicados nos consultórios dermatológicos.


A dermatologista e membro da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), Mônica Moya, fala que a paciente que apresenta um quadro de flacidez leve a moderada, precisa passar por uma avaliação com o seu dermatologista para saber qual é o melhor procedimento que vai atender às suas necessidades.


“Se a paciente precisar de um estímulo de colágeno, por exemplo, não será o creme que fará isso, porque o produto atende apenas às necessidades superficiais da pele e não consegue atingir as camadas mais profundas que o ultrassom e os bioestimuladores conseguem. Não tem jeito, com a idade, a flacidez vai aparecendo mesmo e é preciso promover o estímulo de colágeno”, afirma a médica.


A diferença entre os procedimentos

A Doutora Mônica explica que a diferença entre os bioestimuladores e o ultrassom microfocado está na forma de aplicação de cada produto.


-Os bioestimuladores são medicamentos injetáveis, que quando aplicados no rosto ou no corpo da paciente irão provocar uma inflamação que pode durar de 30 minutos até dois dias da sua aplicação, onde o organismo entende como um ‘corpo estranho’ e então faz o recrutamento de macrófagos, mas eles não conseguem destruir os bioestimuladores e com isso, ocorre o estímulo de colágeno.


-Já o ultrassom microfocado é uma tecnologia que produz calor que aquece a pele e atinge as camadas mais profundas. Nesse procedimento, também há o processo inflamatório que vai promover o estímulo do colágeno.


Resultados esperados

Os resultados do ultrassom microfocado e dos bioestimuladores podem ser vistos a partir de um mês do tratamento, mas dependem de como o organismo de cada paciente vai reagir. Cada procedimento é separado por três sessões, mas em uma mesma sessão pode ser feito o ultrassom microfocado e o bioestimulador.


Sobre Dra. Mônica Moya

Graduada em Medicina pela Universidade de Mogi das Cruzes e Residência em Clínica Médica e Dermatologia pela faculdade de Medicina do ABC. Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.


Instagram: Dra. Mônica Moya

Facebook: Dra. Mônica Moya

Mais informações. www.ageimagem.com.br

6 visualizações0 comentário

Ageimagem  |  São Paulo

 

Rua Jandiatuba, 630, cj 511

Centro Empresarial Jardim Sul

Morumbi  |  São Paulo

contato@ageimagem.com.br

Telefone: 11 99665-7704

Ageimagem  |  Rio de Janeiro

 

Av. das Américas, 11.365, A3 Offices - 2º Andar  |Barra da Tijuca  | Rio de Janeiro

contato@ageimagem.com.br

Telefone: 21 99717-7704

Segue nós_

  • Facebook Clean
  • Instagram Clean
  • Branca Ícone LinkedIn

2020 © por AgeImagem

Produzido por Dalton Wang

  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Preto Ícone YouTube